Habilidades na educação infantil



Pensando nas minhas amigas que estão começando agora na educação infantil e para auxiliar professores no conhecimento do trabalho do desenvolvimento das habilidades a serem trabalhadas na educação infantil, é que contribuo com estas sugestões que acredito servirão de apoio à prática pedagógica dos professores, favorecendo o desenvolvimento global dos nossos pequeninos.

Antes de tudo amigos, não podemos deixar de planejar. A elaboração de um bom plano de trabalho que nos oriente no processo de ensino aprendizagem é condição fundamental para a prática pedagógica, embora muitos acham que isso não é necessário, infelizmente!

Princípio básico, traçar seus objetivos, depois as estratégias e não esquecendo a avaliação para buscar informações e alternativas para as dificuldades encontradas.

Buscando em minhas pesquisas encontrei sugestões que entram em comum acordo com o meu trabalho desenvolvido e achei legal compartilhar. Beijos e aproveitem essas sugestões legais.
Secretaria Municipal da Educação e Cultura – SMEC
Coordenadoria de Ensino e Apoio Pedagógico – CENAP
Sugestão de atividades – Educação Infantil – 0 a 3 anos

FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL

• Expressa seus desejos, desagrados, necessidades, preferências e vontades em
brincadeiras e nas atividades cotidianas.

1. Rodinha (relatos cotidianos);
2. Faz-de-conta com a utilização de fantoches, dedoches e etc.
3. Brincadeiras de casinha, de dar comidinha, banho, etc.
4. Brincadeira com telefones de brinquedos;
5. Brincadeiras livres com os demais alunos do grupo.

• Reconhece progressivamente o próprio corpo e as diferentes sensações que
produz.

1. Atividade com espelho (crianças fazendo caretas e se reconhecendo);
2. Relaxamento (músicas, massagens, observando ruídos externos e os próprios
ruídos);
3. Caixa de reconhecimento (colocam variados objetos dentro de uma caixa e
através do tato sem olhar a criança tenta adivinhar o objeto, em seguida, falar
sobre suas sensações);
4. Alongamento;
5. Massagem.

• Identifica, progressivamente, algumas singularidades próprias e das pessoas
com as quais convive no seu cotidiano em situações de interação.

1. Brincadeira em dupla: um aluno com os olhos vendados apalpa o colega de
vendo reconhecer a parte que está apalpando;
2. Andar ao mesmo ritmo do colega trabalhando o respeito mútuo;
3. Atividade do trenzinho: Os demais alunos do trem imitam os movimentos da
criança a frente da locomotiva;
4. Ajudar o colega em determinados exercícios físicos com o auxílio da
professora;
5. Atividade da linha: Os alunos enfileirados em um traçado oval riscado no chão
tocar a parte do corpo solicitado pela educadora.

• Pede ajuda nas situações em que isso se faz necessário.

1. Estímulos através de contos;
2. Ajudar os colegas a vestir-se;
3. Ajudante do dia;
4. Incentivar as crianças a pedir ajuda quando necessário utilizando teatro,
histórias, etc.
• Realiza pequenas ações cotidianas ao seu alcance, adquirindo maior
independência.

1. Ajudar a arrumar a sala, sendo responsáveis por guardar seus pertences;
2. Trocar sua própria roupa com o auxílio de um adulto;
3. Ajudar a distribuir às atividades para os demais alunos;
4. Arrumar os brinquedos depois de usá-los;

• Interessa-se pelas brincadeiras e exploração de diferentes brinquedos.

1. Atividades com massa de modelar fazendo diversas explorações;
2. Brinquedos de encaixe;
3. Brincadeiras com materiais de sucatas (frascos e garrafas plásticas, caixas,
rolos e etc.). Podemos explorar: abrir e fechar, empilhar, enfileirar e elaborar
diversos objetos;
4. Quebra-cabeça para trabalhar concentração, raciocínio, coordenação motora
e etc.
5. Revistas ou encartes: amassar, rasgar, fazer bolinhas, cortar em tiras, etc.

• Participa de brincadeiras de “esconder e achar” e brincadeiras de imitação.

1. Atividades com balde e bola: esconder a bola sob um balde para criança
localizar. Aprende que as coisas existem apesar de não as ver;
2. A criança esconde um objeto para as outras crianças do grupo encontrar;
3. Atividade de imitações de animais e de representar diversas emoções (tristeza,
alegria, zangado, etc.)
4. Reproduzir diversos sons;
5. Brincadeira de esconde-esconde: uma criança conta e as outras se escondem.

• Escolhe brinquedos objetos e espaços para brincar.

1. Brincadeiras livres;
2. Socialização de diversos brinquedos ( sucatas, encaixes, bonecas, carros, etc.)
3. Cantinhos diversificados;
4. Rodízios de historinhas para manuseio dos alunos (as crianças trocam
historinhas entre eles).

• Participa, com interesse, de situações que envolvem a relação com o outro.

1. Atividades que envolvam os demais grupos da educação infantil;
2. Brincadeiras com outras crianças, ensinando o respeito mútuo em pequenos
grupos;
3. Fazer algo juntas: dançar, fazer teatro, montar murais, colagens, etc.
4. Ajudar outra criança;
• Respeita regras simples de convívio social.

1. Aprender a ouvir: pode ser trabalhado na hora da rodinha através de
conversas, músicas, histórias, etc.
2. Elaboração de regras em jogos coletivos;
3. Construção com os alunos dos combinados;
4. Andar sem fazer barulho;
5. Passar e dar passagem.

• Faz a higiene das mãos ainda que com ajuda.

1. Lavar e secar as mãos controlando o uso do sabão;
2. Saber quando está sujo ou limpo, trabalhar esses valores na rodinha;
3. Ensinar a lavar as mãos sempre que for ao banheiro;
OBS: A professora, como recurso, pode contar história sobre a higiene das mão,
teatros e músicas.

• Expressa desconforto relativo à presença de urina e fezes nas fraldas ou
roupas pessoais.

1. Estimular as falas e indagações das crianças através de conversas;
2. Através de historinhas estimular as crianças a expressar desconforto à
presença de fezes e urina.

• Interessa-se em despreender-se de fraldas.

1. Tirar a fralda das crianças e levá-las ao banheiro em um mesmo intervalo de
tempo;
2. Estimular as crianças a pedir para ir ao banheiro.

• Alimenta-se com progressiva autonomia, experimentando novos tipos de
alimento.

1. Fazer alimentos com a participação da criança;
2. Lanche coletivo;
3. Trabalhar com os alunos a fim de que peguem o alimento sem deixar cair
antes de levá-lo à boca;
4. Mastigar e deglutir bem os alimentos;

CONHECIMENTO DE MUNDO
Movimento

EXPRESSIVIDADE

• Imita gestos simples (agitar os braços, por exemplo).

1. O jogo do macaco: os alunos se colocam em filas a partir de quatro
componentes. O que fica na frente executa movimentos variados, deslocando-se pelo ambiente. Os que os seguem tentam imitá-lo;
2. O espelho: em duplas. Uma toma a iniciativa e adota posturas diferentes que o
outro tem de reproduzir;
3. O educador brinca de fazer de conta que está dormindo, chorando ou
comendo e a criança tenta imitá-la;
4. O educador de frente para os alunos faz movimentos simples para as
crianças imitarem como: levantar os braços, a cabeça para baixo e para cima,
levantar e abaixar;
5. Imitar algumas expressões faciais feitas pelo educador.

• Segue movimentos com os olhos e move a cabeça na direção de sons.

1. Brincadeiras que envolvem o canto e o movimento;
2. Atrair a atenção da criança para o objeto que produz sons: chocalho, melodia
do brinquedo musical pendurado no berço;
3. Dirigir a curiosidade das crianças para os diversos objetos sonoros que
existem ao seu redor e que usa frequentemente: a água da torneira, o prato e
a colher etc.
4. Escutar sons do ambiente onde a criança está inserida: telefone, campainha,
passos, vozes de crianças, de adultos, canto de pássaros, latido de cachorro,
etc.
• Explora as possibilidades de gestos e ritmos corporais para expressar-se nas
brincadeiras e nas demais situações de interação.

1. Brincar de mestre mandou, realizando ações simples como: pular, dançar, pôr a
mão na cabeça, etc.
2. Dramatizar, sem falar, temas como: despedida ( acenar, mandar beijos); etc.
3. Realizar jogos cênicos e dramáticos ao espelho, como é ficar zangado, alegre,
etc.
4. Participar em jogos cantados e em cantigas de rodas acompanhados de gestos
próprios;
5. Fazer caretas, imitar animais com seus sons próprios.

• Explora as partes do corpo, identificando as qualidades do próprio corpo e do
corpo dos outros, suas semelhanças e diferenças.

• Apropria-se da imagem de si mesmo.

1. Contornar o corpo de cada criança no papel cenário, com o nome de cada uma
escrito e quantos anos tem;
2. Pedir que as crianças passeiem pelos contornos identificando as semelhanças
e as diferenças;
3. Colocar ao centro da sala fios de lã de cores semelhantes às dos cabelos das
crianças. Cada criança deverá identificar a cor da lã que mais parece com o seu
cabelo. Depois vão colar os cabelos nos contornos do corpo feitos na atividade
anterior;
4. Trabalhar com gravuras e objetos para explorar simetrias proporcionalidades
por exemplo: Estes óculos servem para este boneco? E no seu rosto? Etc;
5. Criar uma atividade, para qual às crianças devam trocar de roupa (explora cada
roupa para cada parte do corpo.

EQUILÍBRIO E COORDENAÇÃO

• Segura objetos por um tempo maior, por exemplo, segura um biscoito para
comer.

1. Ajudar a professora a prender suas atividades;
2. Amassar papel utilizando as pontas dos dedos;
3. Trabalhar com pinça;
4. Separar objetos com a mesma cor utilizando os dedos.

• Senta em diferentes inclinações.

1. Pedir que os alunos na hora do relaxamento sentem um de costa para o outro,
em duplas, para se apoiarem;
2. Trabalhar com os alunos a sentarem com as pernas cruzadas;
3. Pedir que os alunos sentem com as costas encostadas na parede para trabalhar
postura;
4. Ensinar aos alunos a sentarem na cadeira de maneira correta.

• Deita em diferentes posições.

1. Deitar os alunos de frente observando algo pendurado no teto;
2. Colocar o aluno de bruço com algum objeto a sua frente que chame a sua
atenção;
3. Com um rolo do lado apoiando as costas colocar a criança de lado.

• Mantem-se em pé apoiando-se em algo.

1. Manter-se de mãos dadas com a professora ou colegas;
2. Manter-se em pé apoiado em uma cadeira.

• Desloca-se no espaço engatinhando

1. Fazer percursos, contornar obstáculos;
2. Brincadeiras com bolas ou objetos que rolem;
3. Empurrar carrinhos e objetos.

• Desloca-se no espaço, andando ou saltando.

1. Brincadeiras como: posso ir, imitando os bichos e demais movimentos de
acordo com os comandos dados pelo educado;
2. Atividades com cordas e fitas: andar por cima, saltá-las de várias maneiras (sobre o chão, balançando-se, girando), fazer chicote, fazer espirais, fazer cobras, lançá-las no ar;
3. Enrolá-las em uma parte do corpo;
4. Saltar várias cordas ao mesmo tempo;
5. Pisar a corda que o colega arrasta.

• Tira objetos de um recipiente e coloca em outro.

1. Encher e esvaziar cestas ou sacos com os mais diversos objetos;
2. Transportar líquido de um recipiente para o outro utilizando buchas;
3. Transportar tampinhas de garrafas de um recipiente para o outro, observando as cores;
4. Versar líquidos de uma jarra para um copo até a marca contida no mesmo;
5. Transportar contas com o auxílio de uma pinça.

• Envolve-se em brincadeiras de esconder, atirar uma pequena bola, etc.

1. Atividades com aros: passar de um ao outro fazendo-o rodar;
2. Atividade com balões: segurar entre duas crianças sem utilizar as mãos;
3. Atividade com boliche;
4. Brincadeira lá vai à bola, fazendo uma roda, cantando uma música e
passando a bola;
5. Brincadeira de esconde-esconde com o grupo.

• Empurra carrinhos e caixas, marcha, dança, rola, sobe e desce de cadeiras, etc.

1. Puxar objetos pelo cordão ou corda;
2. Marchar ao ritmo de músicas, palmas e ao comando da educadora;
3. Andar sobre tábuas para trabalhar o equilíbrio;
4. Enrolar e desenrolar tapetes;
5. Empurrar caixas cheias e vazias de tamanhos variados.

• Empilha cerca de seis blocos ou outros objetos.

1. Atividade de empilhar cubos, cadeiras, latas vazias, etc;
2. Fazer torres;
3. Empilhar objetos de acordo com o tamanho.

• Explora e utiliza os movimentos de preensão, encaixe, lançamento, etc., através
de experimentação de diferentes objetos.

1. Jogos de lançamento de argolas;
2. Brincar com os materiais no cantinho da construção;
3. Brincar com jogos como cubos de plástico ou de madeira para encaixe;
4. Boliche;
5. Quebra-cabeça simples. Música

FAZER MUSICAL

• Manuseia objetos que produzem sons (ex.: pequenos tambores, chocalhos,
recipientes de plásticos cheios de diferentes materiais).
• Explora materiais sonoros diversos.

1. Atividade com caixa: O educador pode trabalhar a intensidade do som
(forte/fraco) andando ou correndo, pisando forte ou fraco de acordo com o
batuque da caixa;
2. Potes de iogurte ou danoninho e bolinhas de papel imitando um chocalho
para trabalhar a duração do som (curto/longo);
3. Trabalhar com garrafa plástica imitando o som de um reco-reco;
4. O educador depois de ter trabalhado, separadamente, as construções dos
instrumentos pode formar uma bandinha com as crianças;
5. Fazer uma comparação do som dos instrumentos instrumentais feitos com
materiais recicláveis com o som dos instrumentos originais;
6. Trabalhar com a bandinha;
7. Fazer ruídos e sons com: pano, semente e plástico.

• Participa de brincadeiras e jogos cantados e rítmicos.

1. Fazer com que as crianças repitam sons generalizados, produzidos pelo
próprio corpo e instrumentais;
2. Dançar ao ritmo das músicas, sozinhos em dupla, trio, ou pequenos grupos;
3. Ouvir músicas variadas, com ritmos variados; brincar de dança das cadeiras
com diferentes ritmos;
4. Trabalhar com o corpo a partir de ritmos associados a melodias;
5. Brincar de completar a música cantada pelo educador
.
APRECIAÇÃO MUSICAL

• Escuta obras musicais variadas

1. O educador canta melodias curtas, cantigas de ninar, encantados com o que
ouvem os bebês tentam imitar e responder com balbucio;
2. Trabalhar com músicas de rodas e cirandas;
3. Atividades com musicas que utilizam instrumentos de percussão como
chocalhos, tambores, etc;
4. Trabalhar com músicas instrumentais especialmente na hora do relaxamento;
5. Músicas educativas.

• Escuta diversos tipos de som (Ex.: telefone, companhia, a água correndo, a
chuva, o cachorro latindo, o avião, etc.)

1. Trabalhar com as crianças a observação de batimentos rítmicos corporais
(palmas, batidas nas pernas, pés, etc.);
2. Escutar com atenção e diferenciar os diversos toques de um telefone;
3. Atividade com bacia e água: encher uma bacia com água. A educadora com
as mãos, irá produzir alguns sons fazendo a diferença com o som produzido
por uma água correndo;
4. Em um dia de chuva convidar os alunos a escutar o som produzido pela água
da chuva no solo;
5. Atividade com papeis de revistas, encartes, etc: Pedir aos alunos para sacudir
os papéis para ouvirem os sons produzidos.

• Participa de situações que integrem músicas, canções e movimentos corporais.

1. Bater palmas marcando o tempo, seguindo a música, ao sinal do educadorparar de bater palmas e cantar;
2. Brincadeira de roda;
3. Brincadeira da Estátua;
4. Fazer teatrinho utilizando a música como tema de acordo com a área de
conhecimento a ser explorada;
5. Brincadeira da cadeira.

Artes Visuais

O FAZER ARTÍSTICO

• Manipula diferentes materiais, sentindo, rasgando, amassando, juntando,
separando, sobrepondo, colando, etc.

1. Atividades que podem ser realizadas com argila, papel, massa de modelar, etc.
2. Fazer bolas amassá-las, furá-las, pressionar com os dedos indicadores e
polegar, de dentro para fora, através de um oco central;
3. Fazer rolos independentes e criar uma forma;
4. Sobrepor fileiras de rolos em círculos;
5. Fazer cilindros, construir figuras livres

• Usa diversas consistências de tintas para pintura

1. Produzir tintas naturais, utilizando: carvão de churrasco, beterraba, terra
vermelha, etc.
2. Utilizar batons vermelhos. Maquiagens, gravuras ou vídeos de índios e povos
que pintam o próprio corpo;
3. Convidar as crianças a observar as cores embutidas na natureza: o verde da
folha, cor do céu , da terra, vegetais, etc.

• Movimenta o corpo no espaço, produzindo marcas na areia, pintando partes do
corpo, reconhecendo a impressão das mãos e dos pés.

1. Andar na areia fofa;
2. Atividade com tinta e papel: pintar os pés das crianças e solicitar que pisem
em uma folha em branco para fazer a impressão;
3. Pedir para as crianças se pintarem usando diferentes tipos de tintas
produzidas por eles;
4. Fazer a impressão digital dos dedos utilizando tintas diversas;
5. Impressão da mão pintada com tinta de pintura a dedo em diferentes
posições, com os dedos abertos ou fechados.

• Explora e manipula materiais como lápis e pincéis de diferentes texturas e
espessuras, brochas, carvão, carimbo, etc., de meios, como tintas, água, areia,
terra, argila, etc., e de variados suportes gráficos como jornal, papel, papelão,
parede, chão, caixas, madeiras, etc.

1. Atividades de pintura com pincel, rolo ou esponja;
2. Impressões com diferentes elementos: madeira, folhas, pés, mãos, objetos;
3. Fazer respingos e pulverizações na parede (utilizando embalagens de perfume
plásticas que tenham pulverizador);
4. Atividade livre com carvão;
5. Espalhar tinta sobre a mesa e com os dedos, os alunos irão desenhar
livremente, depois colocar o papel ofício em cima do desenho feito.

• Cuida do próprio corpo no contato com os suportes e materiais de artes.
• Cuida do corpo dos colegas no contato com os suportes e materiais de artes.
• Cuida dos materiais, dos trabalhos e objetos produzidos individualmente.
• Cuida dos materiais, dos trabalhos e objetos produzidos coletivamente.
OBS. Estas habilidades podem ser trabalhadas diariamente na sala de aula
alertando os alunos para os cuidados acima na hora da realização das atividades
propostas.

APRECIAÇÃO EM ARTES VISUAIS

• Observa imagens diversas.

1. Leitura de imagens;
2. Leitura de obras de artes a partir da observação;
3. Atividades de apreciação de artes visuais e estabelecimento de correlação com as
experiências pessoais;

• Interage com a diversidade de produções artísticas, como desenhos, pipintura,
fotografias, ilustrações, etc.

1. Interagir com atividade de colagem com gravuras ou fotografias;
2. Interagir com atividade buchada;
3. Interagir com atividade de carvão.

• Aprecia suas produções e a dos outros, por meio da observação.

1. Fazer exposição com a produção dos alunos;
2. Produzir murais em conjunto;
3. Troca de desenhos entre os alunos para observação.

Linguagem Oral e Escrita

• Usa a linguagem oral nas conversas e relatos de suas vivências.

1. Roda interativa;
2. Observar uma gravura apresentada e falar sobre ela,
3. Relato do final de semana – socialização na rodinha;

• Expressa desejos, vontades, necessidades e sentimentos, nas diversas
situações de interação presentes no cotidiano, utilizando a oralidade

1. Dramatização simples;
2. Faz-de-conta;
3. Conversas na rodinha;

• Participa de situações de leitura de diferentes gêneros feita pelos adultos como
contos, poemas, parlendas e trava-línguas

1. Jogos de associação;
2. Adivinhas;
3. Narração de contos;
4. Leitura freqüente, pelo professor, de vários tipos de texto.

• Participa de situações cotidianas nas quais se faz necessário o uso da leitura e
da escrita.

1. Atividades utilizando receitas, por exemplo: receita de bolo;
2. Contos;
3. Atividades com listas, ex: lista de compras;
4. Jornalzinho do dia (pode ser feito com gravuras ou desenhos), expor a
atividade na sala.

• Observa e manuseia materiais impressos como livros, revistas, histórias em
quadrinhos

1. Distribuição de material para os colegas;
2. Atividade no cantinho da leitura;
3. A hora do conto e reconto;
4. Procurar gravuras de acordo com o tema trabalhado em sala para fazer
colagem.

• Realiza pseudo-leitura na identificação do próprio nome.

1. Escrever o nome das crianças com letras bastonadas, em tamanho, forma e
cor e espalhar pela sala;
2. Desafiar a criança a encontrar seu próprio nome em fichas espalhadas pela
sala;
3. Trabalhar com a ficha do nome.

Natureza e Sociedade
• Participa de atividades que envolvem histórias, brincadeiras, jogos e canções
relacionadas às tradições culturais de sua comunidade e de outros grupos.

1. Brincadeira de roda;
2. Atividades no cantinho da história;
3. Utilizar fantoches e músicas relacionadas às tradições culturais;
4. Teatro.
• Explora diferentes objetos, suas propriedades e relações simples de causa e
efeito.
1. Trabalhar com lixo reciclável;
2. Trabalhar o uso correto da água;
3. Trabalhar com as crianças o tom de voz para termos um ambiente mais
harmonioso.

• Mantém contato com pequenos animais e plantas

1. Atividades de cultivo de horta;
2. Relato de convivência com bichos de estimação;
3. Quebra-cabeças com figuras de animais e plantas;
4. Terrário.
• Conhece de modo progressivo o próprio corpo por meio do uso e exploração
de suas habilidades físicas, motoras e perceptivas.

1. Auto-retrato;
2. Trabalhar com relaxamento: Pedir que os educandos prestem atenção
aos ruídos produzidos pelo próprio corpo;
3. Ginástica: professor de frente para os alunos faz movimentos simples
com o corpo como: esticar os braços como quisesse pegar no teto, imitar
uma bicicleta com os pés, etc.
4. Saltar entre várias linhas paralelas desenhadas no chão.

Matemática

• Utiliza a contagem oral em jogos, brincadeiras e músicas, junto com o
professor e nos diversos contextos em que isso se faz necessário.

1. Atividade: em uma caixa colocar objetos e apresentar fichas com o numeral
para a criança buscar na caixa o número de objetos correspondente à ficha;
2. Usar o telefone de brinquedo;
3. Que horas são? Atividade com relógio de brinquedo que possibilita o contato
da criança com o numeral de forma bem natural;
4. Associar o número à quantidade: de colegas, de meninos, de meninas, de
dedos, etc.;
5. Utilizar o calendário da sala para fazer a contagem de quantos dias faltam para
acontecer um evento.

• Manipula objetos e brinquedos, observando as suas características,
propriedades e possibilidades associativas: empilhar, rolar, transvasar,
encaixar, etc.

1. Atividades de enfileirar objetos;
2. Atividades de construção de torres e pontes;
3. Atividades de transpor obstáculos;
4. Circuito – atividade de percurso de acordo com a turma- obstáculos para
subir, descer, pular, rolar, etc.

*******************************************************************

Um comentário:

Karla Valéria disse...

Oi flor! Estou comemorando a conquista dos meus 300 seguidores e vc faz parte dessa alegria. Por esta razão, te ofereço O SELINHO DE AGRADECIMENTO, que acompanha brindes escolares, que se vc quiser recebê-los é só deixar um comentário com seu e-mail para eu enviar depois.
Brigadinha pela amizade!!

Cantinho dos selinhos

Click aqui e entre!

Visitas!!