O DESENVOLVIMENTO DO RACIOCÍNIO LÓGICO-MATEMÁTICO

O raciocínio lógico-matemático, é uma das pesquisas e reflexões de Jean Piaget e trata-se da relação lógica da criança com o meio.
Na construção das estruturas da inteligência, o meio desempenha um importante papel pelas condições que oferece a partir do nascimento, e que são essenciais não só no que diz respeito ao ritmo, como também ao acabamento das construções intelectuais que prolongam as construções orgânicas
.
De acordo com Piaget, a noção de número envolve três conceitos básicos: O de conservação ou seja, a compreensão de que a quantidade permanece a mesma, ainda quando sua aparência é modificada (invariância do número); o de seriação, isto é, a compreensão de uma ordem implícita nas relações entre os elementos; o de classificação, ou seja, a inclusão de um elemento num outro mais amplo que o contenha.

Como vimos, a criança trás para a escola uma série de experiências vividas no meio ao qual vive e se socializa e a partir delas, elabora sua hipóteses sobre o mundo e suas relações. E em muitas dessas relações o saber matemático está presente sem que a criança se dê conta disso.
Cabe ao professor desenvolvê-los, criando situações que envolvam conceitos matemáticos adquiridos ou não. As atividades propostas deverão propiciar a criança situações para que ela pense, crie, e descubra como os conceitos matemáticos são utilizados na vida prática.
A educação infantil torna-se lugar onde os interesses e as necessidades, assim como, o tempo próprio de cada criança para a construção dos seus conceitos, são percebidos, valorizados e instigados.
A Matemática, mais do que uma simples área do conhecimento, geralmente, é um modo de pensar, e quanto mais cedo for trabalhada com crianças, mais cedo elas adquirirão bases sólidas para um aprendizado.

Todo o conhecimento, seja físico, lógico-matemático ou social, é uma construção resultante das ações da criança. Assim igualmente a Matemática deve priorizar a construção do conceito através da experimentação ativa da criança, para uma posterior normalização desses conceitos por meio da linguagem dos sinais operatórios. (Walesca Menelli Martins)

""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""

Nenhum comentário:

Cantinho dos selinhos

Click aqui e entre!

Visitas!!