Novidades



Ôba, ganhei mais um selinho. Agora foi da Sílvia, valeu!!



Gostaria de repassar o Prêmio, mais quem receber tem que cumprir as seguintes regras:

1- Deve exibir a imagem do selo em seu blog.

2- Deve linkar o blog do qual você recebeu a indicação.

3- Escolher outros blogs a quem entregar o Prêmio Dardos.

4- Avisar os escolhidos. Assim conforme o regulamento do Prêmio e jugando méritos e realizações indico abaixo, os blogs:
Porque trabalhar com projetos, é trabalhar dentro de uma organização da ação educativa. Um planejamento, a partir de projetos, resulta em possibilidade de enfocar diferentes áreas do conhecimento e um trabalho tendo em vista a execução de tarefas reais, inseridas no cotidiano das crianças, não separando "brinquedo de trabalho".
Portanto, trabalhar com projetos implica ensinar de uma forma diferente, levando em consideração o modo como as crianças pensam e aprendem é a melhor maneira de possibilitar-lhes diversos tipos de interações e experiências.
Quando comecei a trabalhar com projetos, pude perceber que a Pedagogia de Projetos apresentava-se com uma concepção de posturas pedagógicas e não meramente como uma técnica de ensino mais atrativa para os alunos. Tem um princípio ativo de integrar, o mais possível, a escola da realidade e da vida do aluno




Um projeto se torna importante a partir do momento que a criança começa a vivenciá-lo. Como por exemplo, um projeto nascido com uma turma composta de 22 crianças na UMEI Pedacinho do Céu, a qual eu era a educadora infantil da turma do jardim I. Tudo começou após um breve diálogo no momento da rodinha, quando conversávamos sobre o meio ambiente, e comentávamos sobre os arredores da nossa escola. Fizemos um levantamento de toda a problemática que existia em torno dela. Interessante como cada criança entendia e se interessava sobre o assunto. E no desenvolver da conversa foram surgindo vários aspectos colocados pelos alunos de forma clara, como o lixo colocado ao lado da escola, o esgoto correndo no meio da rua, o lixo que o vizinho queimava e muitos outros problemas que foram colocados. Engraçado que depois falam que criança não percebe as coisas, mero engano, rs rs.
Então, senti a necessidade de começar um projeto que abrangesse todas as áreas interdisciplinares, a partir da nossa rodinha de conversa, despertando nos alunos a busca de maiores informações e conhecimentos.
Fizemos então, um levantamento com as crianças sobre o que gostaríamos de estar vendo, aprendendo e experimentando. Começamos a organizar o que faríamos para nos orientar. Procuramos informar os pais sobre o que pretendíamos estudar e então construímos um trabalho em conjunto com a família. Interessante que durante o projeto sobre o meio ambiente ao qual estávamos trabalhando, colocaram fogo no terreno da escola, pois envolta tinha muito mato e não sei porque encargo colocaram fogo no terreno sem a autorização da Diretora, faz saber que o local também pertencia a um outro setor da prefeitura. E foi aquela confusão e muita fumaça entrando dentro da escola, uma tremenda falta de responsabilidade, fiquei furiosa com aquela situação, mais nada pude fazer, pois o fogo já tinha queimado grande parte da área. O tocante foi perceber a decepção dos pequenos ao deparar com algumas árvores queimadas, eles ficaram perplexos! Tia, será que as árvores agora vão morrer? Gente, não é mole não, então fizemos um trabalho todo em prol de salvar a natureza em torno da qual nós estávamos vivendo, e ai foi fácil desenrolar o projeto. E o mais legal foi perceber que a partir daqueles fatos vivenciados, os alunos se tornaram mais críticos e participativos, e se interessavam mais sobre a preservação do meio ambiente.

Trabalho de artes feito pelos alunos










Projeto: A Criança
Alunos da classe de alfabetização
I- Justificativa
O Início das aulas trás para a criança uma ansiedade natural, e para possibilitar uma interação maior entre os alunos, faz-se necessário abrir o espaço para a criança se conhecer, e a partir deste conhecimento ter possibilidade de conhecer " o em torno", do qual o mundo da escrita faz parte.
É importante, neste momento, que o professor conheça cada um de seus alunos e os levem a desenvolver sentimentos de auto-confiança necessários a elaboração de conhecimentos e a apropriação do sistema de escrita.
II- Objetivos
Objetivo Geral
Proporcionar à criança possibilidades variadas de se auto-conhecer e de experimentar, ludicamente, várias formas de expressão e de registros gráficos. Além disso, possibilitar-lhe a interação com diversos tipos de texto.
Objetivos Atitudinais
A- Possibilitar o desenvolvimento da auto-estima e da concentração necessária para a participação nos projetos.
B- Proporcionar ao aluno o desenvolvimento da organização e autonomia necessárias para à elaboração de conhecimentos.
C- Desenvolver cuidados pessoais em relação a si mesmo e aos objetivos com os quais trabalha.
Objetivos Procedimentais
A- Possibilitar à criança o exercício livre de várias formas de expressão e registro.
B- Possibilitar o exercício da expressão lúdica e artística pela criança.
C- Exercitar a escrita de acordo com a hipótese que possui sobre a mesma.
Objetivos Conceituais
A- Construir as primeiras noções do sistma de escrita, tanto no nível individual (conceito que cada criança possui) como n´vel formal (a escrita enquanto objeto de conhecimento).
B- Identificar o nome próprio como uma unidade linguística significativa.
C- Possibilitar ao aluno uma investigação sobre si mesmo enquanto organismo vivo e enquanto sujeito social.
III- Atividade Desencadeadora
Jogo: espelho, espelho meu!
A partir do jogo, o professor irá investigar junto aos alunos as características de cada um, suas preferências e as percepções que têm de si, criando, assim, um espaço de auto-conhecimento e identificando aspectos importantes dos alunos.
IV- Etapas
-Elaboração do Projeto
Cada criança irá sugerir atividades ou propostas de estudo a serem realizadas, paralelamente, ao uso do material didático, o que tornará o projeto propriedade do grupo.
- Leitura e Escrita do Nome Próprio;
- Estudo em relação do próprio corpo;
- Estudo relacionado à família de cada um;
- Empreendimentos do projeto;
*Galeria de auto-retrato;
*Desfile dos alunos com roupas da família.
V- Recursos
.Espelho grande;
.Lápis de cor ou giz de cera;
.Jornais e revistas;
.Ingredientes para a massa de modelar;
.Folhas brancas;
.Guache e papel cartão ou cartolina;
.Fichas com os nomes das crianças da sala;
.Fotos e roupas da família;
.Cola branca e colorida.
VI -Tempo sugerido
05 semanas.
Fonte de pesquisa: Letra, palavra e texto. Alfabetização e projetos
Autoras: Mércia Maria Silva Procópio
Jane Maria Araujo Passos
Editora: expressão LTDA.
Corrente: Amantes dos Blogs Educativos

Ganhei este selinho fofo da minha amiga Priscilla
Um blog de excelente qualidade que vale a pena visitar... Beijo..Beijo!!!
Esse selinho é para todos que "Tem" compromisso com a educação.
A pessoa que receber deverá seguir alguns passinhos:
1- Postá-lo no blog e divulgar quem enviou:
2- Escolher os blogs que gostaria de indicar;
3- Avisar aos blogs indicados;
4- Não quebrar a corrente do bem;
5- Postá-lo em um cantinho especial do seu blog.
Espero que não quebrem a corrente do bem.
Essa é a corrente: Amantes dos Blogs Educativos...
Pelo compromisso que tem com a educação, são estes os blogs indicados:

..
http://wwweducarbrincando.blogspot.com/
..
http://www.espacoparasonhar.blogspot.com/
..
http://borboletasfelizes.blogspot.com/
Os primeiros dias de aula é um sufoco. Principalmente para os pequeninos que nunca foram a escola, é tudo novo para eles. Devemos mostrar para os novatos um ambiente de aconchego, para que percebam que tudo a sua volta foi construido para despertar a curiosidade e ajudar no seu período de adaptação, de forma que a criança se sinta tranquila para exercitar a concentração e oralidade.
Preparei uns modelos de lápis de volta as aulas para as crianças maiores e para as menores pode ser usado para enfeitar pirulitos.

Esses aqui foram feitos pela minha filha, ficaram fofos!


Fiz também uns porta lápis para alegrar o ambiente.


Para o cartaz do aniversariante, preparei um painel com um menino que coloquei o nome de Kiko, carregando um monte de bolas de gás feito de E.V.A, onde o professor escreve o nome do aluno e a data do aniversário.



Para despertar a curiosidade dos numerais nos alunos é sempre bom deixá-los na parede da sala. O número com as quantidades, fica bem legal.

O alfabeto ajuda a criança identificar a letra do nome e a comparar com a dos colegas. Achei legal fazer o vasinho de E.V.A , e as fichas do nome, para meninas fiz a flor e para os meninos o sol. O aluno procura a letra do nome e encaixa. Pode-se fazer os vasinhos só com as letras do nome dos alunos da sala, pois muitos começam com a mesma letra.



Olá,
Ganhei mais dois selinhos:
.Das minhas amigas:

Ao receber este TROFÉU deve-se oferecê-lo para ¹º BLOGS que tenham compromisso com a EDUCAÇÃO*Deve-se exibir a imagem do selo em seu blog;*Deve-se linkar o blog pelo qual você recebeu a indicação;*Deixar um comentário nos blogs selecionadas permitindo assim que eles saibam que foram presenteados e quem os presenteou;*O BLOG QUE RECEBER 5 VEZES O TROFÉU PEDAGOGIA DO AFETO DEVE IR ATÉ O BLOG Pegadogia do AfetoDEIXAR UM COMENTÁRIO COM O E-MAIL PARA RECEBER MAIS UMA HOMENAGEM.
Esse outro presentinho ganhei da minha amiga Fabíola, visitem seu blog, pois é formidável!! Fabíola
E vou dedicar a cinco blogs que admiro muito, que são:
Comecei a trabalhar essa semana, sem alunos é claro!! Afinal, os anjinhos estão de férias. Engraçado, como nós que somos apaixonados por aquilo que fazemos, não conseguimos ficar parados. Eu já comecei a trabalhar e fico arrumando o que fazer, pensando já no começo das aulas. Estou fazendo alguns enfeites de boas vindas, achei legal montar o mural das formiguinhas. Fiz alguns enfeites e gostaria de mostrar pra vocês como ficaram.



Aproveitei e fiz também os enfeites de pregador de formiguinha com o nome do aluno, para prender as atividades deles na cordinha.
Ganhei o prêmio da minha amiga Biarates.

Esse selo foi criado com o objetivo de promover a confraternização entre os blogueiros, uma forma de demonstrar carinho e reconhecimento por um trabalho que agregue valor à Web.
Tenho o prazer de repassar para outras amigas.
O premiado deve, por favor, seguir essas instruções:

1)Deve exibir a imagem em seu blog;

2)Deve linkar o blog pelo qual você recebeu a indicação;

3)Escolher outros 10 blogs a quem entregar o Prêmio Dardos,

4)Avisar os escolhidos. Assim conforme o regulamento do prêmio e julgando méritos e realizações, indico abaixo os blogs merecedores de tal distinção como difusores e incentivadores culturais e meus amigos.Então meus dardos vão para...











É, férias é bom para descansar e também para colocarmos a leitura em dia com bons livros. Estou aproveitando. vou deixar para vocês dicas dos livros que li e gostei muito. Esses dias que fiquei na praia, curtindo, lendo e olhando o mar, foi muito bom para relaxar.


"Fulano vive no mundo da Lua". A frase é utilizada com frequência quando se quer definir alguém que parece estar pensando em outra coisa enquanto está estudando, trabalhando e em várias outras situações do cotidiano. Muitas vezes, pessoas desatentas são também impulsivas, trocam a toda hora de ideia e dificilmente levam até o fim as tarefas iniciadas. Na verdade, elas sofrem de Transtorno do Deficit de Atenção com Hiperatividade/Impulsividade (abreviado como TDAH, em português, ou ADHD, em inglês. Muitas vezes passam anos, ou até mesmo a vida inteira, sem saber que têm o distúrbio. Foi pensando nestas pessoas (que podem ser crianças, adolescentes e adultos) que o psiquiatra Paulo Mattos escreveu "No Mundo da Lua", uma publicação da Lemos Editorial, com o objetivo de esclarecer o tema abordando as causas, os sintomas e as consequências da TDAH na vida dos portadores do distúrbio e das pessoas que as cercam, além de tratamentos disponíveis. Utilizando o sistema de pergunta e resposta, com linguagem simples e objetiva, além de ser muito informativo. Uma leitura super agradável para professores que querem saber um pouco mais sobre esse assunto, que muitas vezes não compreendem, e na realidade não estão preparados para lidar com certos distúrbios em sala de aula. Uma boa dica de leitura, confira!


Outra dica, é o livro Como Vencer a depressão do autor Tim Lahaye. Uma leitura que nos ajuda a trabalhar a mente contra os momentos difíceis que passamos, não conseguindo ter forças para lutar. O autor aborda o tema de forma simples e nos ajuda a refletir e a vencer os conflitos internos que nos atrapalha em nossa vida espiritual e na convivência diária.