Novidades


A criança, quando chega à escola, traz consigo uma série de experiências vividas no âmbito familiar e social e a partir delas elabora suas hipóteses sobre o mundo e suas relações. E em muitas dessas situações o saber matemático está presente sem que a criança se dê conta disso.
Geralmente, ela é capaz de fazer estimativas, estabelecer relações, criar percursos e mover-se em um espaço organizado sem notar a complexidade de suas ações.
Dizer sua idade; participar de jogos (fazendo contagem progressiva ou regressiva para o início de algo importante, marcando pontos, etc.); localizar uma atividade no tempo (identificando em que período do dia uma atividade cotidiana é feita, combinando um compromisso para antes ou depois do almoço); reconhecer uma sequência de ações (acordar, tomar banho, tomar café e ir para a escola); todos esses eventos envolvem números, relações entre quantidades e noções sobre o espaço e o tempo. Dessa forma, as experiências pessoais favorecem a elaboração de conhecimentos matemáticos e devem ser considerados pelo educador.
Conceitos matemáticos

Como vimos a criança na educação infantil trás para o convívio escolar, experiências que envolvem conceitos matemáticos. Cabe ao professor desenvolvê-los, criando situações que envolvam conceitos matemáticos adquiridos ou não. As atividades propostas deverão propiciar a criança situações para que ela pense, crie e descubra como conceitos matemáticos são utilizados na vida prática. Devem ainda propiciar oportunidades para que ela no decorrer do período que está na educação infantil forme conceitos, como:

* O maior x menor/ grande x pequeno/ muito x pouco/ curto x comprido/ largo x estreito.

* Conhecer formas geométricas- Triângulo, quadrado, círculo, retângulo. Observar objetos, manipular e construir objetos que tenham estas formas.

* Conceito de número (até 09, ou mais se a turma tiver maturidade)- Atividades: Músicas jogos, brincadeiras, material completo.

*Escrita de numerais- 1-2-3-4-5-6-7-8-9.

* Situações problemas - Envolvendo números e numerais.

* Detalhes - Igual /diferente.

* Texturas - Liso, áspero, macio, duro, mole.

* Quantidades- Contém x não contém / Cabe x Não cabe / Muito x Pouco / Cheio x Vazio.

* Medidas- Peso, metro, tempo... Espessura: Largo, estreito, redondo, quadrado... / Temperatura: Quente, frio, morno...

* Posição- em cima, em baixo, à direita, à esquerda, frente, atrás, longe, perto... / Tamanho: Maior, menor, grande, pequeno, e tantos outros conceitos quanto se fizerem necessários para o desenvolvimento de conceitos matemáticos.

Pontos importantes para um melhor trabalho na pré-escola

O material didático tem uma grande importância no trabalho com a educação infantil levando em consideração a fase pré-operatória que segundo Piaget, a criança atravessa.

O professor deve preparar seu material de maneira a proporcionar à criança oportunidades de "pegar", "manipular", "sentir"...

Ele deve ser, acima de tudo, muito criativo, pois a partir da realidade de sua classe, poderá "inventar" recursos que atenderão às necessidades de seus alunos.

Uma atenção a ser dada, é usar menos atividades prontas, xerocadas, pois é importante ressaltar a necessidade de se usar materiais concretos da sala de aula, específicos. Exercícios xerocados sendo apenas como um acompanhamento do desenvolvimento do aluno.

( Síntese do livro- Pintando o sete, educação infantil - Maria Teresa- Armando Coelho)

1 comentários:

Teresa Cristina disse...

Gostei do blog,aceito sugestões mais concreta,que tipo d e jogos,como trabalhar com tampinhas coloridas?
Ex:coloca´-las em sequencia de cores e contar?1-amarelo,2-vermelho...
durante a rotina é bom usar os conceitos matemáticos;muito-pouco,grande-pequeno,-longe-perto,etc
Lindo blog.queria exemplo de mural pra dia da Mães,Obrigada
teresaparreiras@hotmail.com